respublica

sábado, novembro 25, 2006

OS FUNDAMENTALISTAS turcos sentiram-se ofendidos com a citação, por parte do Papa Bento XVI, de um texto medieval em que o Islão é considerado violento. Ironia das ironias, a melhor forma que encontraram para mostrarem o seu descontentamento foi proferindo ameaças de morte contra o Sumo Pontífice. Violentos??? Na, que ideia...

5 Comments:

  • É espantoso o contraste entre a serenidade de Bento XVI e a insanidade dos que o ameaçam. No entanto, critico sobretudo a imprensa, que sedenta de sangue e tiragens prefere dar destaque a uma minoria violenta em vez de dar destaque aos milhões de turcos que ainda hoje mantêm as tradições de tolerância religiosa herdadas do Império Otomano.

    Ricardo Manuel

    By Blogger Ricardo Manuel, at segunda-feira, novembro 27, 2006 10:12:00 da tarde  

  • Tanto quanto sei a maioria dos turcos nem reparou que o Papa lá foi, e os que sabem encolhem os ombros. Só para os radicais é que é uma provocação.

    By Blogger Parca, at terça-feira, dezembro 05, 2006 2:30:00 da tarde  

  • e são os radicais que não querem entrar para a UE. e são os radicais que são ouvidos nas TV's de toda a UE. e são os radicais que são comentados por bloggers de toda a UE. São radicais islâmicos, mas convenhamos que não são nada parvos e anda meio mundo a fazer o joguinho deles...

    By Blogger Joana, at terça-feira, dezembro 05, 2006 3:46:00 da tarde  

  • E fazer de conta que os radicais não existem, não constituem uma ameaça ou que é possível "dialogar" com eles será solução? Não creio. A solução é enfrentá-los e derrotá-los, de preferência no plano das ideias.

    By Blogger Filipe Alves, at terça-feira, dezembro 05, 2006 3:56:00 da tarde  

  • é muito fácil para o papa hoje criticar os muçulmanos.
    A religião católica foi domesticada pelo laicismo europeu. Como os muçulmanos ainda estão apenas domados, alguns em estado feral, olhamos para eles com desdém, esquecendo que há pouco tempo nós é que éramos os chacais com a boca encharcada de sangue, apesar das nossas escrituras serem as mesmas de hoje e do grande poder que os religiosos tinham para moldar a sociedade.
    Sob o mesmo Corão os sufis são tolerantes, os califas do passado eram tolerantes. Sob a mesma Bíblia os cristãos católicos e protestantes matavam-se uns aos outros envergonhando o mundo civilizado.
    E o B16 ousa criticar o islamismo.
    Malditas sejam todas as religiões!

    By Blogger Catellius, at segunda-feira, dezembro 11, 2006 12:12:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home